Começou a tocar guitarra aos dez anos, aos 10 anos, tendo guitarristas como Jorge Gómez como professores. Mais tarde viajou para Madrid para receber lições do magistral guitarrista “El Viejín”. Continua a sua formação até aos dias de hoje, destacando o percurso que faz com Manolo Sanlúcar, em Córdoba, em 2005.

Em 2003 participou no espetáculo “Un, dos, three. Faa…” Mario Maya, que atua no Festival da Sherry em 2004. Atuou em muitos países como Alemanha, Itália, França, Marrocos, México e Rússia, entre muitos outros.
Atualmente combina as suas atuações em espetáculos de flamenco com colaborações com músicos de outros estilos como jazz, pop, blues ou house. Trabalha principalmente em vários tablaos e rochas de Granada e Tarragona.
Acompanhou vários artistas como Patricia Guerrero, Juan Ramírez, Marina Heredia, El Tortas, Parrita ou Belén López, entre outros. Partilhou palco ou cartaz com artistas como Antonio Canales, Chonchi Heredia, El Pele, Calixto Sánchez, Potito, Diego Amador e Tomatito.

Em 2003 recebeu o prémio do concurso de guitarramanuel Cano e em 2010 o prémio Club Costa de Granada.

Marcos Palometas

Guitarrista